domingo, 10 de junho de 2018

WhatsApp não é Rede Social


Imagem: Pixabay, 2018
















Rede Social, segundo Glauber Halt (2014), é uma estrutura social composta por pessoas ou organizações, conectadas por um ou vários tipos de relações, que partilham valores e objetivos comuns. 

Por esta definição, podemos entender o WhatsApp como uma rede social, pois este aplicativo permite o compartilhamento de inúmeras formas de expressão social. Também é possível construir relacionamentos pessoais por meio deste veículo.

Mas, diferentemente de outras redes mais tradicionais, como o Facebook, o Instagram e o Linked-In, o WhatsApp apresenta um modus operandi um tanto quanto invasivo, incomodando milhões de pessoas que já não aguentam mais serem importunadas com aqueles famosos sinais sonoros de nova mensagem. Sobretudo quando, por trás desses sinais, são literalmente empurrados algumas dezenas ou centenas de textos, fotos, imagens e vídeos de pouca ou nenhuma relevância para a grande maioria dessas pessoas.

A invasão de lixo eletrônico, aliada a convites inesperados para grupos, dos quais muitas vezes nos constrangemos em sair, põe em dúvida o verdadeiro papel desta "rede social".
  • Por que o WhatsApp não pede permissão para alguém aceitar um convite para um grupo?
  • Por que esse aplicativo não permite que se abandone um grupo de forma anônima?
  • Por que imagens e vídeos pesadíssimos são baixados à revelia da vontade dos usuários, ocupando a memória e degradando o desempenho dos aparelhos celulares?
A resposta é simples: o WhatsApp nunca foi projetado para ser uma rede social. A ideia original do fabricante era a de proporcionar uma experiência melhor que a vivenciada nos antigos gerenciadores de mensagens curtas, conhecidas como SMS. Ao agregar recursos de rede social ao WhatsApp, o fabricante transformou um simples aplicativo de mensagens instantâneas em um fenômeno de sucesso entre usuários de todo o mundo.

Se analisarmos o WhatsApp sob a ótica de um aplicativo de mensagens instantâneas, fica fácil compreender todas essas limitações e comportamentos indesejáveis.

Então? Como gerenciar bem o WhatsApp para não o transformar em um pesadelo na vida das pessoas?

Conheça agora algumas regras de ouro para o uso eficiente desta formidável ferramenta de mensagens instantâneas:
  1. Ao criar um grupo, estabeleça regras claras a todos os membros convidados, inclusive aos que forem sendo adicionados posteriormente.
  2. Seja fiel ao objetivo do grupo, jamais postando mensagens ou mídias que nada têm a ver com aquele objetivo.
  3. Evite discussões polêmicas - isto também vale para as outras redes sociais. Amizades são perdidas ou abaladas a todo momento em virtude de conflitos ideológicos que não levam a nada.
  4. Deseja sair do grupo? Explique os motivos e despeça-se antes de sair, deixando seu contato para quem quiser se comunicar com você diretamente.
  5. Elimine grupos criados por você e que não sejam mais úteis, deixando bem claro a todos os membros que você está encerrando o grupo devido ao fato de o assunto ter sido esgotado ou concluído.
  6. Grupos dos quais você não pode sair, e que não são úteis para o seu dia a dia, devem ser silenciados, para não desviar a sua atenção do trânsito e de outros afazeres.
  7. Não compartilhe histórias no WhatsApp. Em vez disto, use uma rede social. Lembre-se de que aquele compartilhamento pode chegar em péssima hora para quem o recebe, como na hora do sono, do almoço ou do trabalho.
  8. Não responda saudações coletivas em um grupo. Lembre-se, isto será replicado para todos os membros do grupo, que certamente também lhe retribuirão, gerando uma corrente imensa de mensagens trocadas sem qualquer relevância.
  9. Não dê bom dia ao acordar, ou boa noite ao dormir, em um grupo. As pessoas não são obrigadas a respeitar os seus horários. Em vez disto, melhor nada dizer. Você não estará sendo mal-educado pela ausência de saudações grupais, mas o contrário pode ser verdadeiro!
  10. Por fim, cuidado ao escrever ou gravar áudio pelo WhatsApp. Palavras ditas ao vento ficam gravadas nessa ferramenta, e poderão ser usadas contra você a qualquer momento, em juízo ou fora dele!
É isso aí. WhatsApp é uma ferramenta fantástica para quem deseja produtividade e clareza nas comunicações. Mas use-o com moderação! 

Por David Stephen
10/06/2018

Fontes:
https://www.campograndenews.com.br/marketing-pessoal/o-que-sao-redes-sociais, acesso em 10/06/2018